Estatísticas, Jornalismo, Mercado

O salário dos jornalistas (Parte II) – Números d´aquém e d´além mar

Publiquei há dias um post repercutindo uma notícia avançada pelo site Comunique-se a qual indica que o jornalista brasileiro ganha por volta de mil reais (muitas vezes nem chega perto disso).

Como estou fora do Brasil, fui procurar saber e encontrei a informação de que em Portugal o salário médio dos jornalistas portugueses é de mil euros – o equivalente a uns 3 mil reais, mas que não valem tudo isso considerando a vida em euros, naturalmente.

É claro que, para ambos os casos, o salário varia conforme o tipo de órgão para o qual o jornalista desenvolve o seu trabalho (jornal, televisão, rádio, internet) e também segundo a localização geográfica do país.

Em Lisboa ou São Paulo, por exemplo, ganha-se mais, mas também o custo de vida é mais alto. Já agora… O salário mímino no Brasil vale 380 reais (uns 125 euros). Em Portugal, 403 euros (uns 1,200 reais).

***

Quanto pensamos em salário, pensamos sobretudo nos números absolutos, mas é importante tentar perceber o cenário mais alargado: se o jornalista é registrado em carteira, se tem vale-transporte e vale-refeição, se tem que usar o próprio automóvel para fazer reportagens, se lhe ajudam a pagar cursos de idioma e especialização etc., para ficar em poucos exemplos que condicionam a vida econômica destes profissionais e que permitem que eles tenham ou não condição de exercer como se deve a sua profissão.

***

Os baixos salários dos jornalistas são uma realidade em vários países, não apenas no Brasil ou em Portugal. Há exatamente um ano, a Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) apresentou um estudo, em Genebra, que envolveu 41 jornalistas em 38 países. Segundo a FIJ, a média dos salários caiu em termos reais nos últimos cinco anos, ao mesmo tempo em que se generaliza o pagamento por matéria individual produzida por freelancers, os quais representam cerca de 30% dos membros das organizações filiadas à FIJ.

***

Abaixo, um post escrito por um ex-aluno meu, o Samuel Silva, que foi estudar por um tempo em Barcelona e que nos trouxe, através do blog dele, esse desabafo em que compara as realidades do mercado de trabalho da Espanha e Portugal, mas que bem poderia ser uma comparação entre algum outro país e o Brasil:

 

“Última aula de Géneros Informativos y Rutinas de Producción en Rádio y TV. A professora dava umas dicas finais sobre a matéria que sairá no exame e uns conselhos de futuro aos meus colegas espanhóis. E colocava-lhes a questão de qual seria a sua escolha profissional e qual o critério para a fazerem. Alguns apontavam a área de especialização, outros o âmbito do meio de comunicação e alguns chegavam ao ponto de especificarem o órgão. E eu comentava com a Susana: “Só queria era arranjar emprego…!” É a diferença entre os dois países…”


***

Parece-me claro que para sobreviver neste mundinho cruel, os jornalistas e os estudantes de jornalismo têm que, independentemente do país/região que se encontram, começarem a abandonar a idéia de ficar esperando um bom (e fixo) emprego cair do céu, atacar em várias frentes, criar e manter a sua rede de contatos, ter em conta que é preciso investir numa educação continuada e não só, como já foi muito bem comentado aqui pelo amigo André de Abreu. O mundo hoje corre mais depressa… Até já há vaga de emprego para jornalista no Second Life! Viram essa ?! ;)

About these ads
Padrão

9 comentários sobre “O salário dos jornalistas (Parte II) – Números d´aquém e d´além mar

  1. May disse:

    Sou estudante de jornalismo do 1º período, mas já estou pensando em desistir e investir em outro curso, pois o sálario tem sido desanimador cada vez que pesquiso sobre este ele some cada vez mais rsrs.
    Imagine então em Alagoas, tá difícil estudar sabendo do salário que lhe espera mais à frente.
    Por favor preciso que me ajudem falando sobre a realidade do salário do jornalista aqui em Alagoas. Pois eu estou custando a crêr no salário baixíssimo do jornalista principalmente alagoano.

  2. Cynthia disse:

    Oi,
    Eu sou estudante do 1º ano do Ensino Médio e pretendo cursar a faculdade de Jornalismo, mas ultimamente muitas coisas têm me desanimado, como por exemplo esse baixíssimo salário ao qual o Jornalista esta sujeito. Meu sonho é fazer Jornalismo, mas minha família tem me aconselhado a procurar outro curso, pois se eu fizer o que desejo terei de investir muito e receberei muito pouco para me recompensar.
    Preciso saber se há possibilidades de esse salário pode aumentar daqui há alguns anos, pois tenho que me decidir se valerá mesmo a pena seguir esse caminho!
    Estou muito indecisa, me ajudem!!!

  3. João Stock disse:

    A profissão de jornalista tem seus prós e contras. Se você vai trabalhar pensando no salário, é bom trocar de profissão mesmo. Porém, dá para ganhar razoavelmente bem, ter uma vida independente. Promoções dependem de onde você trabalha e o quanto você se esforça. O grande problema do jornalismo é a pressão diária do trabalho. Por mais dinheiro que você ganhe, o próximo dia sempre é incerto. Você dependerá das fontes, da boa vontade delas, terá que, a contragosto, puxar o saco de delegados e autoridades, chamando-os de doutor e muitas vezes ser menosprezado por eles, lidar com a ignorância alheia, que não compreende a profissão e ouvir muitos desaforos da chefia que quer sensacionalizar sua matéria para transformá-la em lucro. E como todo repórter, que quer ir a algum lugar, tem seu começo, prepare-se para ver muitos mortos (eheheh). E esqueça fins de semana e feriados. Afinal, notícia é todos os dias. Suas folgas serão de no máximo dois dias seguidos e a maioria pegará um dia da semana. Este trabalho já me levou para muitos lugares, já me fez conhecer muita gente. No entanto, quando eu vejo pessoas de outras profissões ganhando bem, com horários fixos e que sabem exatamente como o dia será, sinto uma ponta de arrependimento.

  4. Oi, me chamo Francyelle. Sou de Alagoas e tenho o enorme sonho, ser JORNALISTA ! Por mais que a minha familia tenha me incentivado pra eu seguir outro curso, meus pais me incentivam pra eu fazer o que eu gosto, mas sabendo que eu que vou sofrer as consequências. Não ligo com salário (mas acho muito desvalorizado, em relação a isso) . Pra mim eu vou cursar Jornalismo porque eu gosto, eu quero e é um sonho que se Deus quiser eu irei realizar . Ainda faço 2º ano do Ensino Médio, sei que na minha frente possa se forma vários e vários jornalistas, mas nada como você fazer a diferença. Queria que mostrassem a relaidade de um jornalista, não só por questão salarial, mas sim por opção de vida. Então é isso, EU IREI SER JORNALISTA POR UMA OPÇÃO DE VIDA !

  5. Douglas Feijó disse:

    eu sou estudante do 3ª ano do ensino médio, e eu queria muito fazer jornalismo mais mais minha familia fica me prescionando pra fazer medicina, porque ganha bem e tal, mais eu não quero medicina, na verdade não é a minha praia sabe. eu queria mesmo era ser um jornalista ou até mesmo um apresentador (do jornal nacional hehehe!). a minha dúvida é se, pra ser apresentador tem fazer jornalismo também? e o salário? também é pouco assim? pra chegar a altura da Fatima Bernades, zeca camargo. eu preciso ser mais do que um jornalista?
    me ajudem ai gente eu vou prestar vestibular final desse ano, e eu nãosei o que vou fazer.

  6. Patricia Rezende disse:

    Olá,
    Moro em campinas e sempre tive o sonho de fazer a faculdade de jornalismo, sei que essa profissao tem seus pros e contras, mas estou indecisa devido a remuneração dessa profissao, afinal vou investir nesse sonho sem a certeza que futuramente terei um bom emprego.Mesmo assim quero correr esse rico, e para ser um bom jornalista ou ate mesmo um apresentador o que é preciso saber? Basta fazer apenas o curso de Jornalismo? Preciso da ajuda de vocês para quero ter certeza da minha escolha.

  7. Edson disse:

    ola estou no 2º ano do ensino medio e prentendo fazer faculdade de jornalismo, tipo é o q eu realmente quero fazer, pelo menos tenho em mente, mais sobre o salario me parece não ser muito adequado preciso de orientação….obrigado

  8. Olá, caro amigos e amigos, estudantes de jornalismo, muito boa tarde. Pois é muitas vezes queremos discutir preços salários de serviços sem ao menos ter começado a trabalhar. O salário de um jornalista depende muito mais de suas competências do que dos veículos de comunicação em que trabalha. Um jornalista em inicio de carreira pode sim ganhar apenas R$1,000.00 mensais, no entanto o jornalista não atua somente em redação de jornais, revistas e periódicos. Podendo inclusive trabalhar em prefeituras como assessor de comunicação, podendo receber em inicio de carreira salários que variam entre R$1600,00 a R$3,900.00. Também é dado a oportunidade do jornalista trabalhar em editoras principalmente corrigindo e elaborando pautas, paragrafos e editoriáis, ai o salario chega ou pode chegar até R$5,000.

    Sou jornalista e diretor de eventos do Sindimprensa, sindicato da micro e pequena empresa de imprensa do Estado de São Paulo.

  9. Josemar disse:

    Sou jornalista diplomado pela Universidade Federal de Santa Catarina há 11 anos. No decorrer desse tempo, trabalhei em jornal diário, jornal semanal, bissemanal e diversas assessorias de comunicação. Enquanto eu estava na casa dos 20 anos, eu fazia o jornalismo com orgulho e ideal. Ao bater dos 30 anos, vi-me sem casa própria, com um carrinho velho. Acordei de um sonho para o pesadelo da vida real. O glaumour pessoal pela profissão foi sumindo e percebendo que para a maioria dos padrões interessa mais a publicidade vendida à matéria bem produzida. Não tive dúvida. Desisti da profissão. Trabalho em outra atividade, ganho melhor e tenho fins de semana, feriados e feriadões. Atualmente, de jornal me interessa apenas como consumidor. Não mais do que isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s